Sobre o Inumeráveis

Luiza Dantas Firmino

1944 - 2020

Recebia e acolhia a todos como uma mãe: sempre com afeto, respeito e café quente.

Luiza, que era mais conhecida como Iza, nasceu no Ceará, mas se mudou para São Paulo ao se casar. Quando seu pai adoeceu, ela deixou a vida em São Paulo para assumir seus cuidados na sua cidade natal e lá permaneceu até o resto da vida. Como uma genuína filha de Juazeiro do Norte, Iza era devota fiel de Padre Cícero e demonstrava seu luto por ele vestindo-se de preto todo dia 20.

Sonhou ser mãe, mas não foi possível; então recebia e acolhia a todos como só uma mãe sabe fazer: com um sorriso no rosto e cafés quentes e afetuosos como ela.

Era a extrovertida de sua família, brincava com todos, fazendo os risos brotarem mesmo em quem parecia não ter motivo para sorrir. Sua casa estava sempre aberta, cheia de histórias para contar e carinho, sempre muito carinho para quem a procurava.

A sobrinha Margarida lembra com muito amor de Luiza e declara: “Ainda não é possível vislumbrar aquela casa sem a sua luz, mas a lembrança marcante dela faz sua presença forte na vida de todos que tiveram a grandiosa oportunidade de conhecê-la”.

Luiza nasceu em Juazeiro do Norte (CE) e faleceu em Juazeiro do Norte (CE), aos 75 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela sobrinha de Luiza, Margarida Maria Florêncio Dantas. Este tributo foi apurado por Malu Marinho, editado por Maria Alice Freire, revisado por Paola Mariz e moderado por Rayane Urani em 28 de julho de 2020.