Sobre o Inumeráveis

Manoel de Jesus Miranda da Cruz

1966 - 2020

Um herói sem capa, mas não sem causa.

Para Manoel, ajudar o próximo era o verdadeiro símbolo do amor. Foi um herói sem capa, mas não sem causa. Possuía um objetivo de vida: auxiliar o maior número de pessoas.

Soube ser um ótimo filho e cuidou da mãe com muito amor e atenção, principalmente nos momentos finais da vida dela. Também tomou conta da esposa por dois anos, depois que ela sofreu um AVC isquêmico. Era incansável e a levava para médicos, fisioterapias, e providenciava tudo o que era necessário para o seu bem-estar.

Respirou amor até em seus últimos suspiros. Amizade e bondade faziam parte da grande pessoa que ele foi.

Manoel nasceu Igarapé-Miri (PA) e faleceu Macapá (AP), aos 53 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Alana Rizzo, a partir do testemunho enviado por esposa Joana Silva da Cruz, em 12 de maio de 2020.