Sobre o Inumeráveis

Manoelito Vieira de Carvalho

1940 - 2021

Mané, o homem das mãos hábeis, parceiro de pesca, do café "margoso" e das palavras cruzadas.

Manoelito era conhecido por ter mãos hábeis e por sua força inquestionável. Não raro era possível chegar em sua casa e flagrá-lo trocando o piso ou o telhado. Dedicou a vida a garantir todos os recursos necessários à família.

Ao lado de Eni de Oliveira Carvalho (in memorian), companheira de toda uma vida, criou os filhos e teve a felicidade de comemorar o nascimento de cada um deles, assim como dos netos e bisnetos.

Sua paixão pela pesca, o domínio das mais diversas ferramentas e o comprometimento sem tamanho que dedicava à família, tudo isso é parte de como Manoelito será lembrado e do legado desse incansável homem de força.

“Há em vovô Manoelito a transmissão de um conhecimento inigualável. Fazia o melhor peixe frito (e de caldo também, viu!?) do mundo inteiro. Amante do cafezinho preto "margoso", fiel parceiro dos lenços e das palavras cruzadas”, orgulha-se a neta Paula.

Permaneceu casado com Eni por cinquenta e nove anos, até que ela partiu, 11 dias antes, também vítima da Covid-19. A família compreende sua partida como mais uma prova de amor. De mãos dadas com a mulher da sua vida, caminha junto a ela e ao lado de Deus e de Nossa Senhora em direção à eternidade.

“Rogamos a Deus que proteja nossa família e que vocês, juntos, possam cuidar de nós como sempre fizeram”, essa é a prece de Paula, mas que representa a de todos os familiares.

Seus filhos: Clayton, Anderson, Wellington (in memorian), Keilah; netos e netas: Luana, Leonardo, Mariana, Marco Túlio (in memorian), Laís, Matheus, Paula, Marília (in memorian), Lucas; e seus bisnetos: João Gabriel, Maria Eduarda, Lorenzo e Eduardo Neto seguem juntos, apoiando uns aos outros, para seguir adiante, em memória à força de Manoelito.

“Manoelito, Mané, que os anjos te acolham em luz. Amamos você!”, conclui Paula em nome de todos.

Manoelito nasceu em Canápolis (MG) e faleceu em Uberlândia (MG), aos 80 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela neta de Manoelito, Paula Carvalho Barbosa. Este tributo foi apurado por , editado por Fernanda Queiroz Rivelli, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 19 de março de 2021.