Sobre o Inumeráveis

Marcos Venício Borges de Oliveira

1966 - 2020

Noveleiro convicto e cozinheiro de mão cheia.

Noveleiro convicto e cozinheiro de mão cheia: era pai, avô, marido e amigo

A cozinha era seu altar. Sabia reunir ingredientes em uma alquimia maravilhosa, cujo resultado era puro amor em forma de comida.

Aos finais de semana, ele adorava viajar para o sítio da família. No local, que para ele era sagrado, preparou inúmeras refeições para os três filhos, para sua amada esposa Neuzilene e para os muitos amigos.

Era puro coração e não se abstinha em ajudar a todos, em uma entrega nada exibida.

Com a chegada da netinha Alice, o pai zeloso se transformou em um “avô clichê”: tudo se fazia possível para aquela menininha que lhe brilhava os olhos.

Marquinhos, como era carinhosamente chamado, também era afeito a assistir novelas, que lhe prendiam a atenção e o levavam a esvaziar a cabeça das preocupações do trabalho.

Ninguém, além dele próprio, poderia ter escrito um enredo tão cheio de verdade como o que ele viveu!

Marcos nasceu em Belém (PA) e faleceu em Manaus (AM), aos 54 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela filha de Marcos, Camila Oliveira. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Gabriele Ramos Maciel, revisado por Didi Ribeiro e moderado por Rayane Urani em 24 de maio de 2020.