Sobre o Inumeráveis

Maria da Conceição de Jesus

1945 - 2020

Sinônimo de superação e de fé inabalável.

Era uma pessoa guerreira, forte, amorosa, sincera e amiga. Eram muitas as virtudes que estavam entrelaçadas nessa pessoa única.

Foi uma pessoa de muita fé. Pronunciava fervorosamente que Deus sempre a presenteava, e isso a deixava feliz. Sua confiança na divindade era muito grande e ela constantemente dizia: “Deus é maravilhoso!”

Maria da Conceição, sem sombra de dúvida, é sinônimo de superação. Assim, como uma heroína, venceu o câncer de mama, demonstrando o quanto sua fé no Ser Celestial era linda e admirável. Apreciava ir à igreja.

Apreciava receber, em sua casa, os filhos, netos e noras. Fazia isso com muito amor.

Um episódio curioso que sua nora Daiane se recorda era a mania de tirar pelos da sobrancelha.

Casou com José Maria muito cedo e, da mesma forma, ficou viúva, aos 45 anos. Desde então, sozinha criou os filhos Cristiano, Flávia, Cirlane, Júlio, Paulo e José. Chegou a trabalhar simultaneamente em duas casas como doméstica para sustentar o lar.

Era uma mulher exemplar e seguiu trabalhando até seus 73 anos.

Possuía o sonho de comprar uma casa e, aos 73, adquiriu uma, reformou e, para deixar a realização do sonho ainda mais completa, comprou móveis novos e planejados. Maria da Conceição curtiu o sonho de seu novo lar por pouco menos de um ano.

Maria nasceu em Alto Rio Doce (MG) e faleceu em Belo Horizonte (MG), aos 74 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela nora de Maria, Daiane. Este tributo foi apurado por Júllia Cássia, editado por Thalita Ferreira Campos, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 28 de novembro de 2020.