Sobre o Inumeráveis

Maria da Glória Gabriel Araujo

1955 - 2020

Sempre que podia, dava uma fugidinha para mergulhar em Ipanema.

Nascida no dia de Nossa Senhora da Glória, 15 de agosto de 1955, Maria da Glória era cheia da glória de Deus. Todo mundo era sua família! Era só chegar. A carioca tinha solução pra tudo, além de ideias que inspiravam comemorações, passeios, viagens e festas. E como gostava de festa! Aniversários eram planejados com antecedência, com tema, decoração, DJ e muita cerveja. Adorava o mar. Sempre que podia, dava uma fugidinha para mergulhar em Ipanema ou passava dias em Arraial do Cabo.

"Foi uma amiga inigualável", define a amiga Annamaria. "Ela tinha o abraço mais gostoso e a lealdade mais verdadeira. Irmã que Deus me deu e que enriqueceu minha vida com sua enorme alegria e a fé dos justos - inabalável. Mas, em sua sabedoria, sabia que não dura o que não foi feito para durar... Adoeceu. E passou. O sofrimento acabou. Ficou a saudade da sua presença e esperança", completa aquela que, segundo Maria da Glória, era o seu casamento que deu certo.

Maria nasceu Rio de Janeiro (RJ) e faleceu Rio de Janeiro (RJ), aos 64 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Irion Martins, a partir do testemunho enviado por amiga Annamaria Wolter, em 9 de maio de 2020.