Sobre o Inumeráveis

Maria do Carmo Batista

1957 - 2020

Árdua Guerreira Amazônida, que por meio de sua bravura consolidou conquistas na Amazônia Profunda Setentrional.

Esta é uma carta aberta de Shigeaki Alves à sua amiga Maria do Carmo:

Meu Santo Deus!

Ó, Senhor Deus Todo Poderoso.

Confortai aos corações de todos os seus familiares, amigos e amigas.

Tamanho infortúnio que nos assola profundamente, mas tementes a Deus encontrar na fé a resiliência para termos em mente o seu legado de ternura. Estimada amiga Maria do Carmo Batista – árdua Guerreira Amazônida, que por meio de sua bravura consolidou conquistas na Amazônia Profunda Setentrional, compreensão, sensibilidade e amor fraterno.

Nobre contemporânea do curso de Turismo da então Escola Técnica Federal de Roraima (ETFERR). Vivências e experiências, sonhos que juntos mantivemos vigorosos em nosso campo de atuação o Turismo e em comunhão. Vossa experiência sempre foi socializada com todos da turma, sendo para todos referência de excelências em narrativas inesquecíveis de vossas práticas profissionais sempre acolhedora humanista e abrangente para o bem comum.

Nobre amiga, sempre vamos ter em mente a sua luta incansável à frente da atuação pública ilibada, hombridade que se consolida para que todos tenham em mente o papel social e exercício de cidadania por meio da vida como funcionário público, orgulhando-nos por meio do vosso ensino-aprendizagem sempre promovido com rica compreensão e gentil atenção compartilhado com todos.

Meu Senhor e Meu Deus, a receba junto de Vós Senhor Todo Poderoso.

Meus sentimentos!

Maria nasceu em Parintins (AM) e faleceu em Boa Vista (RR), aos 63 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo amigo de Maria, Shigeaki Alves. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Shigeaki Ueki Alves da Paixão, revisado por Gabriela Carneiro e moderado por Rayane Urani em 22 de junho de 2020.