Sobre o Inumeráveis

Maria Isabel Leocadia de Canha Perandre

1960 - 2020

Entre histórias de amor e companheirismo, Bebel foi uma fortaleza para a família.

Se há algo que se pode dizer de Bebel é que ela foi companheira. Viveu histórias de amor e de reencontros, como quando foi noiva de um homem, as coisas não deram certo e ela se casou com outro. Nesse casamento, foi mãe de dois filhos, Rafael e Felipe, e divorciou-se após 27 anos. Restou a ela, por essas coisas do destino, reencontrar aquele que tinha sido o seu noivo.

Era ele o grande amor. Passaram 10 anos casados, até que o homem teve um câncer. Um ano e meio de luta, à qual Isabel não deixou de estar junto um dia sequer. Abrira mão de tudo até a morte do esposo. Cuidou também de um dos filhos que sofrera um acidente automobilístico - outro ano e meio de luta. Com essas experiências, Bebel reaprendeu a aproveitar o tempo que tinha.

Gostava de ir aos bingos, de passear, de brincar com os netos. Desde sempre, a lei familiar era de que os almoços de domingo deveriam ser em sua casa. Tinha um sorriso largo, brincava com todos e protegia os mais novos com unhas e dentes.

Maria Isabel Leocadia de Canha Perandre, que sempre estava alegre, disse ao filho que tinha medo de morrer. E assim se despediu.

Maria nasceu São Paulo (SP) e faleceu São Paulo (SP), aos 59 anos, vítima do novo coronavírus.

Jornalista desta história Josué Seixas, em 10 de maio de 2020.