Sobre o Inumeráveis

Maria Nelba Almeida Correia

1952 - 2020

A artesã que conquistou uma cidade empreendendo com amor.

Maria Nelba ganhou o apelido de Nelbinha do neto mais velho quando pequeno; desde então, todos passaram também, carinhosamente, a chamá-la assim.

Nelbinha foi casada por muitos anos com Airton e com ele teve dois filhos. É desta forma que o marido se refere a ela: “Foram quarenta e quatro anos de minha vida com muitas histórias especiais. Ela esteve presente não apenas nos meus melhores momentos, como o nascimento de minha filha, mas também nos mais difíceis, como quando perdemos nossos bebês.”

Era uma grande mulher que só pensava na família. Tudo o que fazia era pensando no bem dos familiares. Foi uma esposa maravilhosa, muito dedicada e uma mãe incomparável. Estava sempre presente, cheia de proteção, cuidados e mimos. Com os netos, era uma avó sem igual.

Sempre gostou de trabalhar para conquistar suas coisas. Foi uma artesã extremamente habilidosa que, desde nova, fazia crochê ou algum trabalho manual para poder ganhar dinheiro. Era muito talentosa em tudo que se propunha a fazer e isso era seu diferencial: Saber unir talento e empreendedorismo.

A alegria era sua marca registrada. Muito conhecida na cidade pelos trinta e dois anos de tradição de sua loja, onde sempre atendia todos com sorriso no rosto. Ali não estava apenas o seu “negócio”, era o local onde se tornou a confidente e amiga que sempre tinha uma palavra de conforto para os clientes.

Possuía o dom de fazer muitas e duradouras amizades. Chegou a formar com as amigas mais íntimas o Grupo das Luluzinhas que, quando se reunia, era uma farra só!

“Ela era a melhor em tudo” e a maior tristeza dos familiares e amigos é não ter podido estar lá em seus momentos finais e também não poder prestar-lhe as muitas homenagens que fez por merecer pela sua honestidade, alegria, determinação e amor à família.

Todos estão sentindo falta do "Bom dia, povo de Deus!" que ela colocava em seu perfil de uma rede social todas as manhãs.

A saudade de Nelbinha fica um pouco amenizada quando se ouve novamente as mensagens dos áudios que enviava abençoando sua netinha com um "Deus te abençoe, meu amor!", "Deus te dê saúde, fortuna e felicidade", "A vovó te ama!"

O amor emanado por ela deixou marcas em todos, especialmente em sua netinha mais nova que diz que ela virou uma estrelinha no céu, onde está feliz, brincando e cuidando dos seus três irmãozinhos que também se tornaram estrelinhas ainda antes de nascer.

Maria nasceu em São Gonçalo do Amarante (CE) e faleceu em Maracanaú (CE), aos 68 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha de Maria, Patrícia Almeida Correia. Este tributo foi apurado por Thaíssa Parente, editado por Vera Dias, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 15 de novembro de 2020.