Sobre o Inumeráveis

Paula Raquel Machado Lessa

1979 - 2020

Já era estrela ainda em vida.

Paula foi consultora de vendas, cuidadora de idosos e enfermeira. Doar-se e cuidar do próximo eram seu maior prazer.

Muito vaidosa, gostava de se maquiar e ficar linda para comemorar a vida com os amigos. Adorava ouvir música e ser luz.

O cheiro nos amigos, quando eles se aproximavam, era certo. Sorrir era um prazer, tratava sempre com muito amor a paciente que cuidava.

Sentia muitas saudades do pai que havia falecido e por quem era apaixonada.

“Ela resumidamente era alegria pura, nunca vi a Paulinha triste, seu sorriso contagiava o ambiente por onde passava, por isso era tão querida por todos. Amava sua família, não deixava de ligar nenhum dia para sua ‘mainha’ e falar boa-noite. Só vi esse brilho se apagar quando perdeu seu grande amor, seu ‘painho’”, lembra com carinho o amigo Gabriel.

Paula será sempre lembrada pelo anjo iluminado que foi aqui na terra.

Tributo enviado pelo amigo-irmão, Rogério Gabriel.

-

Paula, antes de tudo, se dispunha a ajudar. Saiu de Maceió, sua cidade natal, para trabalhar em São Paulo após uma proposta. Estava longe dos seus pais, Ivan e Alcinda, e de seu irmão, Júnior. A distância, dizia ela, era também uma forma de estar próxima.

Para ela, não tinha tempo ruim. Era gente boa, alegre, gostava de sorrir. Tornara-se estrela ainda em vida, no diminutivo,
“Estrelinha”, porque gostavam de dizer que Paula era luz por onde passava.

Como técnica de enfermagem, Paula estava na linha de frente na batalha contra o coronavírus. Ela contraiu a doença após o contato com uma paciente, a quem amava bastante. Lutou por duas semanas, mas não resistiu.

“Ah, minha amiga Paulinha, quanta falta você faz”, escreveu uma amiga.

Paula nasceu em Maceió (AL) e faleceu em São Paulo (SP), aos 40 anos, vítima do novo coronavírus.

Jornalista desta história Josué Seixas, em 10 de maio de 2020.