Sobre o Inumeráveis

Petrônio Moreno Moura

1956 - 2020

Uma semente não morre jamais, será transformada em fruto de Paz.

Tinha o hábito carinhoso de cumprimentar com um sorriso largo e de desarrumar os cabelos das pessoas.

Era visto por todos como o marido amoroso da Raquel e um paizão para as filhas Dandy e Maressa.

Trabalhava com manutenção e instalação de elevadores, um trabalho de alta responsabilidade. E foi com esse trabalho que deu suporte às filhas se formarem Terapeuta Ocupacional (Dandy) e Médica (Maressa).

Foi sempre bom de papo, daqueles que todo mundo gosta de conversar, devido seu enorme carisma, mas o que mais admiravam nele era o talento para a música... era compositor, cantor e ainda tocava guitarra. Cantava na sua igreja e também em inúmeras outras igrejas pelo Brasil. Era tenor potente e afinado, e emocionava a pessoas quando soltava a voz.

Por ser muito batalhador, foi vitorioso em tudo, mas infelizmente, foi vencido pela Covid-19.

Aqui seus amigos choram de saudades, mas desejam que ele descanse em paz.

Petrônio nasceu em São Paulo (SP) e faleceu em São Paulo (SP), aos 63 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelo amigo e irmão de fé de Petrônio, Nereu Amaral. Este tributo foi apurado por -, editado por Alessandra Capella Dias, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 16 de julho de 2020.