Sobre o Inumeráveis

Ronaldo dos Santos Duarte

1984 - 2020

Amava a família, os Ramones e aproveitou a vida o máximo que pôde.

Sempre sincero, Ronaldo era o melhor amigo que se podia desejar. Tão legal que costumava conversar até consigo mesmo, às vezes ele era pego falando sozinho.

Filho único e tendo perdido o pai, ele cuidava da mãe, portadora de Alzheimer. Seu maior medo era deixá-la sozinha. Sobre isso, familiares queriam que ele soubesse que a família está cuidando muito bem dela.

Era contador, função à qual dedicava muito do seu tempo, mas nas horas livres Ronaldo gostava de tocar violão e namorar. Uma das grandes paixões de sua vida era a banda de rock Ramones.

A prima o descreve como um cara legal, quase ingênuo. E que certamente será lembrado como alguém feliz, que aproveitou a vida o máximo que pôde.

Ronaldo nasceu em São Paulo (SP) e faleceu em São Paulo (SP), aos 36 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido prima de Ronaldo, Angelica dos Santos Gomes. Este texto foi apurado e escrito por Millena Mara de Oliveira Pereira, revisado por Didi Ribeiro e moderado por Rayane Urani em 24 de maio de 2020.