Sobre o Inumeráveis

Sergio da Silva Trindade

1957 - 2020

Perder uma apresentação dos netos no colégio era impensável para ele.

Trabalhador, Sergio tinha dois empregos, nunca faltava e continuou trabalhando mesmo depois de se aposentar.

Sua paixão eram os filhos; comportava-se como um verdadeiro "bobão" com os netinhos.

"Dedicado e amoroso, tinha boa saúde, mas em 15 dias o vírus levou o seu sorriso para sempre", conta o colega de trabalho Augusto. "Descanse em paz, Sergio!"

Tributo enviado pelo colega de trabalho, Luis Augusto.

-
Sergio, Bigode, Marreca! Difícil resumir em palavras esse cara!

O melhor marido do mundo! Sempre ligava para a esposa pra dizer que a amava e pedir pra fazer mingau pra ele.

Um pai orgulhoso da filha para quem disse a frase quando estava no hospital "se eu já te amava antes, agora te amo muito mais".

O avô mais babão! Não perdia uma apresentação dos netos no colégio.

Um profissional que vai fazer uma falta incrível! Ele poderia estar aposentado, mas nunca concebeu parar de trabalhar.

Sergio nunca será só um número. Ele era e continua sendo o cara!

Sergio nasceu em Belém (PA) e faleceu em Belém (PA), aos 53 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha e pelo colega de Sergio. Este tributo foi apurado por Raul Galhardi, editado por Noêmia Maués, revisado por voluntário e moderado por Rayane Urani em 31 de maio de 2020.