Sobre o Inumeráveis

Theresa Bernadette Morenne Persaud

1984 - 2020

Uma pessoa sonhadora que adorava viver a vida intensamente. Sua alegria e seu sorriso nunca serão esquecidos.

Theresa, conhecida por muitos como Tetê, tinha o sorriso como marca. Mesmo enfrentando grandes problemas e situações diversas, encontrava motivos para repuxar os lábios. Apesar do riso fácil, ela não se enganava com sorrisos largos sem porquê. Tetê era sagaz e esperta, conseguia fazer uma leitura social e comportamental de longe, com uma só olhada.

Sonhava ter trigêmeos, conhecer Las Vegas, Sandy e Junior e entrar no Big Brother Brasil. Sonhos e projetos era o que não faltava para Theresa, que vivia a vida intensamente, em uma montanha russa de emoções e sentimentos.

Havia os risos, muitos, e o mar de lágrimas. Tetê, como toda pessoa romântica e sensível, caía no choro com facilidade. E também como boa libriana, em constante busca do equilíbrio e da felicidade, logo se recompunha. Só não conseguia esconder o que sentia. Ela acreditava na coexistência entre tristeza e alegria, uma coisa não excluía a outra.

Tetê teve vários amigos e muitos deles aprenderam o verdadeiro significado da amizade com ela, que não era companheira por ocasião ou conveniência. Com carisma e energia positiva que transbordavam, ela contagiava muita gente, não à toa brincavam que deveria se candidatar à Vereadora.

Era dedicada, sabia aconselhar e ser acolhida, buscando fazer o melhor para os que amava e para o local onde estava. Os ambientes onde trabalhava eram saudáveis, e foram vários eles.

Empreendedora, administrou por 4 anos sua empresa de doces, a Doce Escolha, atuou na UFRR e no IFRR como Secretária Executiva e depois como Professora. "Ela foi uma professora também da vida", lembra Francisco Alves. "Com ela eu aprendi a aproveitar cada oportunidade de estar junto a quem se ama”, complemente Marília Aquino.

Ela adorava curtir, sair, cantar. Levantava o astral do ambiente com sua presença e criou muitas oportunidades de ser e estar feliz com o filho Felipe, o marido Deolírio, os pais Khemnauth e Diana Maria, e os amigos mil.

Tetê parte com seu sorriso estonteante, deixando saudades e alegrias por todos os caminhos que percorreu, para todas as pessoas que conheceu.

Theresa nasceu em Boa Vista (RR) e faleceu em Boa Vista (RR), aos 35 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela amiga de Theresa, Adriana Silva Mota. Este tributo foi apurado por Carla Cruz, editado por Ana Squilanti, revisado por Juliana Holzhausen e moderado por Rayane Urani em 1 de agosto de 2020.