INUMERÁVEIS

Memorial dedicado à história
de cada uma das vítimas do
coronavírus no Brasil.

Barreiras (BA)

Alai Dias Pereira, 45 anos

Pilotando sua moto pelo coração do oeste baiano, transportou pessoas e alegria.

Antônio Gomes Filho, 69 anos

Profissional dedicado ao trabalho, era teimoso e gostava das coisas do seu jeito.

Clayton Dias Pignata Cruz de Macêdo, 50 anos

Sua voz mansa era o timbre de ação do serviço ao próximo.

Lucilene Faustino da Silva Souza, 52 anos

Já doou o próprio fogão a um desconhecido, tamanha era a sua bondade com o próximo.

Neivda Gabira Silva de Lima, 32 anos

Dona de um par de olhos verdes, ela dizia que eram bonitos, não pela cor, mas pelo brilho que transmitiam.

Neusa Torres Mesquita Gomes, 69 anos

Amava ficar em casa; de onde só saía para cuidar da criação e colher o que plantava na roça.

Nilton Ruppenthal, 66 anos

Respeito e honestidade marcam o legado que construiu na Bahia, sempre pensando nos outros.

Vanda Helena Pereira Pinheiro, 65 anos

Uma mulher de fibra que lutou desde o nascimento prematuro sem esmorecer. E fazia o bem sem olhar a quem.

não há quem goste de ser número
gente merece existir em prosa