INUMERÁVEIS

Memorial dedicado à história
de cada uma das vítimas do
coronavírus no Brasil.

Catalão (GO)

Albanir Flores da Silva, 80 anos

Ficou marcado pela alegria de viver e pelos sorrisos inocentes.

Bárbara Correia Nepomuceno, 26 anos

Expansiva e com pressa de viver, fazia amizades com facilidade e alegria.

Claudionor da Silveira Machado, 76 anos

Apaixonado por seus tratores, abriu caminhos para uma estrada de exemplos fortes, onde deixa amor e alegria.

Fábio Marcelo Claret Pereira, 61 anos

Sonhava com um mundo em que todos merecem ter o que comer, onde dormir e motivo para sorrir; e fez esse sonho virar realidade.

Graciele do Nascimento Gondim, 36 anos

Sempre que escutava a buzina do trem, Graci ficava eufórica para vê-lo.

José Ângelo Arioza, 66 anos

A fala alta e espalhafatosa chamava a atenção, e a sua alegria conquistava de vez a pessoas.

José Paulo da Cruz, 61 anos

Gostava de cantar modas de viola com a família, especialmente em festas de aniversário.

não há quem goste de ser número
gente merece existir em prosa