INUMERÁVEIS

Memorial dedicado à história
de cada uma das vítimas do
coronavírus no Brasil.

Aparecida de Goiânia (GO)

Benedita Antonia da Costa, 77 anos

Tinha grande conexão com Deus, dava bons conselhos e fazia um arroz com feijão inigualável.

Cícero Romão Batista, 78 anos

Gostava de comer cuscuz, balançar na rede e ouvir um modão. Fez desses momentos oportunidade para ser feliz.

Fabiana Alves da Silva, 48 anos

Era a responsável por cada detalhe caprichado das festas em família, inclusive por fazer um biscoito frito inigualável.

Fidelcino Alves de Santana, 85 anos

Um baiano arretado, teimoso e incrível.

Luzia Rodrigues dos Santos, 75 anos

Sempre calma e sorridente, adorava viajar, conhecer pessoas e presentear quem ela amava.

Marcos Roberto Rodrigues Pereira, 44 anos

Amante das coisas simples da vida, sempre elegia Caldas Novas para as férias e amava estar na companhia da família.

Maria Olinda de Souza Batista, 65 anos

Linda no apelido e no coração; era capaz de ficar descalça para dar os chinelos a quem mais precisasse.

Selma Ferreira de Paula Cabral, 62 anos

No hospital, onde realizou a missão de sua vida, organizava com afeto todos os aniversários dos colegas de profissão.

não há quem goste de ser número
gente merece existir em prosa